Ventisca Produções

Versão Beta
Close

Conheça a Lore da Alta Sacerdotisa Tyrande Murmuréolo - Parte 1

Suma-sacerdotisa de Eluna, Líder dos Kaldorei, Cabeça da Irmandade de Eluna e do Exército da Lua Negra, Escolhida da Lua, A Guerreira Noturna...

A exceção de Velen, a líder racial há mais tempo a estar a frente de seu povo, Tyrande Murmuréolo é uma personagem cuja história pessoal se confunde e mistura com a própria história do mundo de Azeroth. Mas Quem é Tyrande Murmuréolo?

Confira essa lore incrível escrita por Frederico Tavella da página Lore Time.


Pré-Cisão 

Tyrande Murmuréolo nasceu em Azeroth por volta de 11.036/11.836 (1) anos atrás na grande cidade élfica de Suramar, próxima a Capital do então Império Kaldorei Zin-Azshari, sob o Reinado da Rainha Azshara, Luz das Luzes.

Em grotesco confronto com as atrocidades e martírios que teria de perdurar em sua longa vida, Tyrande teve uma infância e início de vida adulta felizes e privilegiadas; tendo nascido no mesmo ano que os gêmeos Tempesfúria, Malfurion e Illidan, desde a tenra idade Tyrande fez amizade com os dois irmãos Kaldorei e as relações e vínculos entre estes três elfos seriam eternamente vinculados aos seus destinos.

Em tempo ambos os irmãos Tempesfúria desenvolveriam profundos sentimentos em relação a elfa. Tyrande, porém, só teria olhos para um dos gêmeos, Malfurion. Apesar disso ainda teria Illidan como um querido amigo por muitos anos, o que se tornaria tanto uma fonte de conforto quanto de amargor para este.

Os três elfos continuariam a crescer e se desenvolver juntos, embora Tyrande se demonstrasse, invariavelmente, mais talentosa que ambos os irmãos em tudo a que se dedicavam, sendo desde sempre um prodígio entre seu povo. Com o tempo Tyrande se encaminharia, porém, a sua verdadeira vocação : O Chamado da Deusa, Eluna. Tyrande uniu-se ainda nova à Irmandade de Eluna, e tinha planos de servir como Sacerdotisa da Deusa no Grande Templo de Eluna em Suramar (Local que se tornaria a Tumba de Sargeras).

Contudo, a aparente serenidade da vida de Tyrande estava com os dias contados. Ela havia crescido no período de maior prosperidade e poder jamais experimentado pela sua raça, e após ver o ápice, ela agora testemunharia o declínio e a derrocada de seu povo.

Há pouco mais de 10.000 anos atrás se iniciava a Guerra dos Ancientes.

Guerra dos Ancientes
Guerra dos Ancientes (take it naked - Deviantart)

Guerra dos Ancientes.

A cidade de Suramar seria uma das mais afetadas pela invasão, sendo a segunda cidade Kaldorei depois da capital Zin-Azshari. As forças demoníacas invasoras pretendiam usar os muitos artefatos guardados na cidade para abrir um segundo enorme portal no templo de Eluna.

Enquanto Elisande e os de Altaneiros em Suramar ainda discutiam como lidar com a cada vez mais agressiva tratativa por parte dos demônios, os civis continuavam a sofrer. Tyrande e as outras sacerdotisas da irmandade foram capazes de curar a horrenda ferida vil aberta no Templo, mas estava claro que não havia como manter o local. Uma evacuação foi então posta em curso. Essa marcaria a última vez que Tyrande veria sua cidade natal até a Terceira e última invasão de Legião 10.032 anos depois. 

Tyrande e as outras sacerdotisas liderariam os refugiados a oeste em direção ao que viria a se tornar Costa Negra. Entre estes estaria Shandris Plumaluna, uma criança órfã que cresceria próxima a Tyrande e eventualmente se tornaria sua filha adotiva.

Shandris (WoWhead)
Shandris (WoWhead)

Ainda havia a expectativa que alguma ajuda viria de sua cidade natal, que Suramar iria se juntar aos rebeldes contra os planos loucos de Azshara, mas Suramar subitamente se fechou do mundo num escudo mágico impenetrável, abandonando a resistência a sua própria sorte.

Até então Tyrande continuava a ser apenas uma sacerdotisa, fazendo o possível para a curar e zelar pelos refugiados e necessitados. Mas isso estava para mudar.

A então suma Sacerdotisa de Eluna Dejahna, pereceria a mãos das forças da Legião. Porém, antes de morrer, Dejahna nomearia Tyrande para sucedê-la como líder da Irmandade dada a incomum conexão de Tyrande com a Deusa.

Tyrande relutantemente assumiria então a posição de liderança de seu povo. Posição da qual nunca se achou merecedora ou preparada para assumir e que no entanto manteria até os dias atuais.

Tyrande e Malfurion, com a ajuda de Illidan liderariam o assalto final ao palácio no coração de Zin-Azshari que culminaria na vitória sobre a Legião, e que no entanto, também resultaria na destruição da Nascente da Eternidade e consequentemente na Cisão.

Destruição da Nascente da Eternidade (WoWGamepedia)
Destruição da Nascente da Eternidade (WoWGamepedia)
A Cisão
A Cisão

Continua na segunda parte contando o "Pós Cisão" do mundo...


Siga a gente nas redes sociais:
✅ Instagram: www.instagram.com/apaladinawow
✅ Facebook: www.facebook.com/apaladinawow
✅ Twitter: twitter.com/apaladinawow
✅ Youtube: www.youtube.com/APáLadinawow
✅ Twitch: www.twitch.tv/apaladinawow

Frederico Tavella é jogador de World of Warcraft por mais de 10 anos, RPlayer mais de 8, Fanboy da Blizzard, Loremaster e permanentemente apaixonado pela lore dos diversos universos por ela criados.